Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018
 
Sistemas e Soluções
para Transportadoras

Conta Frete
FLUXO DE INFORMAÇÃO
•A operação da Carta-Frete caracterizava-se pela emissão de um documento simples, desprovido de permissão legal e era utilizado como "ordem de pagamento" pelo contratante do transporte em favor do transportador autônomo.
•A Carta-Frete era entregue ao transportador autônomo que a utilizava para receber o valor da prestação de seus serviços, apresentando a ordem de pagamento nos locais indicados pelo contratante, no geral, postos de combustível credenciados ou vinculados.
•Agora, com a publicação da Resolução nº 3.658/2011 pela ANTT, o pagamento do frete somente pode ser feito por meio de pagamento eletrônico habilitado pela ANTT, consoante as regras estabelecidas no respectivo normativo.
•A Regulamentação da ANTT também estabelece regras operacionais de pagamento de frete, dentre elas, a obrigatoriedade de cadastro de Código Identificador da Operação de Transporte para cada frete (CIOT) seja pagamento por conta depósito ou cartão de frete.
•A princípio existem algumas empresas homologadas pela ANTT como prestador de serviço de cartão Eletrônico para Pagamento de Frete
•A DSS Informática vem acompanhando o tramite desta lei e visando atender seus clientes, desenvolveu com a PAMCARY e RODOCRED a integração com seu sistema.
CARTÃO PAMCARD e RODOCRED
•Possibilita a programação, transferência e gestão de valores da viagem a distância.
•Em conformidade com a Lei da Conta Frete e Vale Pedágio.
•E agora em integração com sistema DSS.